segunda-feira, 3 de maio de 2010

SIS 671 e Ubuntu 10.04 (Lucid) 32bit

Estou falando aqui do notebook First Line da Positivo Informática. Versão 32bit.

------------------------------------------------------------
Solução rápida:
2) instale o drive;
3) baixe a configuração xorg.conf;
4) copie esse arquivo na pasta /etc/X11 ;
5) reinicie o ambiente que tudo dará certo
-----------------------------------------------------------

Soluções com detalhes:

- Pequeno histórico:

Depois do sofrimento com o chipset da SIS nesse notebook (ver detalhes em Chipset sis 671 no-Ubuntu) aconteceu novamente!

Dei um upgrade nesse notebook, que estava com a versão do Ubuntu karmic (9.10), para começar os benefícios do Ubuntu 10.04 Lucid.

A infelicidade é que o velho e bom drive xorg-driver-sisimedia_0.9-1_i386.deb, não funciona pois o modulo esta compilado para as libs do xorg (ambiente gráfico) do 9.10 .

Bom, o notebook é da minha esposa. E sair da resolução de 1440x900 (16:9) que estava (9.10) para 800x600 (4:3) no Lucid (10.04) não seria uma boa justificativa de melhora. "Quem mandou mexer? Quero funcionando."

Como minha vida corria perigo, comecei a procurar a solução as 19h pela Internet, e só achei perguntas e mais perguntas de vários desesperados. Eu estava igual a eles, desesperado.

As 20h incorporei meta-fisicamente um hacker, por necessidades primitivas de sobrevivência, e comecei buscar nos salões cheios de aranha do meu cérebro como mexer em pacotes do rpm, deb e como compilar em C e modificar header libs  ".h".
Até como compilar drives de placas de rede com modificações de IRQ e Porta em arquivos .h para linux 1.0.x (tipo slackware/turbolinux) apareceram nas lembranças. Mas não precisaria de tanto (ou de pouco????).
Minha razão lógica queria acreditar que alguma alma boa já fez isso, e largou em algum lugar na Internet para o Ubuntu. Em vão... então acabei seguindo os instintos!

Primeiro busquei os fontes para  compilar, mas descobri que só compilavam com os fontes do Xorg 7.2 e de lá para cá mudaram vários nomes de chamada. Começou a dar trabalho renomear e analisar as partes que precisavam ser mexidas. Então antes de continuar mexendo nos fontes resolvi procurar por soluções em outras distribuições.

Lembrei que o Mandriva começou a pegar esse drive para mexer a partir da versão > 7.2 do xorg então depois de pesquisar vi era atual.

Vi data do pacote, inspecionei a versão do Xorg que estava sendo usado no Mandriva pacote 2010. Conclui que possivelmente funcione.

Com isso instalei os velhos e boms alien  e rpm , o primeiro converte pacotes rpm para deb (entre outras combinações) e o segundo é para mexer com pacotes rpm.

Já tinha visto que no pacote tinha apenas os modulos do Xorg (pela lista no rpmfind na internet), mas usei o rpm para ver novamente.

Converti e voilá! Tinha um pacote deb para instalar. Só faltava saber se o modulo estava com a "compilação  boa".

Instalei o pacote x11-driver-video-sisimedia_0.9.1-2.20091203_i386.deb, verifiquei novamente o arquivo xorg.conf existente -  lembrem-se que já tinha o xorg.conf configurado, pois eu deu um upgrade do 9.10 para o 10.04, se sua instalação é "zerada" esse arquivo não existirá na pasta /etc/X11/ e precisará ser criada, veja no começo desse artigo e baixe o xorg.conf ) - e reiniciei a máquina.

Pronto! Funcionou!

Só lembrando o xorg.conf é como abaixo:

Section "Device"
  Identifier  "Configured Video Device"
  Driver "sisimedia"
EndSection



Section "Monitor"
  Identifier "Configured Monitor"
EndSection


Section "Screen"
  Identifier "Default Screen"
  Monitor "Configured Monitor"
  Device "Configured Video Device"
EndSection





Relembrando:
 infelizmente o drive da Sis , no linux, não possui muito suporte do fabricante, além de não ter documentação nenhuma. Portanto, sempre que possível, evite os chipsets da Sis.
 Antigamente a diferença compensava a compra de chipsets da Sis, mesmo com qualidade menor, pois dava uns 200 a 300 reais de variação. Hoje essa diferença é de 10 a 20 reais (no máximo, em uma placa mãe, por exemplo) para uma placa com alguma qualidade mínima.

Referências:

Site do Mandriva


PS.: Não tenho certeza, mas TALVEZ esse drive funcione em 64-bit. Se não funcionar posso, a partir do src do rpm, descompilar em meu notebook, compilar e gerar um pacote .deb ; Só não terei como testar pois não possuo o maldito Chip (yupi!!!!) em 64-bit .

PS2.: Existe um post do Hugo Bastos em Diversosassuntosbrasil.Blogspot.com em que ele relata uma solução com sis 671 com 64-bits. As vezes sua adaptação da Sis671 não é do mesmo fabricante, que postei, então como o cara se esforçou tente o método e se funcionar divulgue agradecendo o cara! :)



Bem, é isso.
Postar um comentário